O que (já) aprendi em Erasmus - Parte II

maio 09, 2017

Lembram-se de vos ter falado das coisas que aprendi em Erasmus AQUI? Trago-vos hoje a segunda parte! No primeiro mês aprendi imenso, depois as coisas foram acalmando e sendo atenuadas pelo hábito. Não sei se consigo fazer uma terceira parte desta publicação, por muito que sinta que todos os dias aprendo alguma coisa não consigo explicar por palavras o que aprendi.

Esta experiência tem-me trazido coisas tão boas, mas confesso que agora a pior parte está a chegar. As saudades já são muitas e o estudo começa a ser intensivo. Estar longe de casa, ainda por cima para estudar torna-se cansativo e por vezes quase que me apetece desistir. Infelizmente o Erasmus não é só para passear, mas são as viagens marcadas que me fazem aguentar até ao fim. Bem, vamos lá passar ao que interessa!


1. Pagar as contas da casa é sempre uma surpresa.
Disto eu já tinha uma pequena noção pelas reações que se fazem lá em casa quando se recebe uma fatura, mas sempre pensei que quando fosse a minha altura eu seria poupada e teria cuidado... e tive, mas ainda assim foi uma surpresa, e não foi das boas!

2. Sabichões existem.
Já sabem tudo, não é verdade? Contudo, quando começam a fazer as coisas (depois de lhes teres tentado explicar) vêm fazer-te mil e uma perguntas que podiam perfeitamente ser evitadas. Sabem que mais? Descobri que eu sou uma destas pessoas, o que me deixou irritada e com uma grande vontade de mudar...e também de pedir mil desculpas à minha mãe (e ao meu namorado).


3. Há sempre alguém que visitou Portugal.
Onde quer que eu vá há sempre alguém que já foi a Portugal, principalmente Lisboa. É ótimo ouvir a perspetiva de quem está de fora sobre a nossa cidade. Fico de coração cheio quando ouço maravilhas sobre Lisboa.



4. ... e há sempre alguém que se lembra do Cristiano Ronaldo!
Em continuação da anterior... não é a primeira vez que me acontece, mas agora visito mais cidades e todas as vezes alguém diz "oh Cristiano Ronaldo"... já começavam a dizer "oh, european champions"!

5. A vida põem-te à prova.
Imensas vezes a vida vai-nos pôr à prova. Seja por discussões parvas, por momentos stressantes, por horas e horas de estudo ou por saudades intermináveis. Não nos podemos deixar afetar por coisas triviais, basta respirar fundo e...

6. ... apontar tudo num papel.
Nos momentos mais difíceis aparecem-nos as melhores ideias. Seja para escrever, desenhar, coreografar, o que quer que seja. Pegar num papel e numa caneta é o melhor para libertar energia negativa e, no futuro, darmos vida às nossas ideias.


7. (Re)Descobri a minha paixão pela escrita.
Tenho escrito imenso em Itália (bem, tecnicamente nos últimos tempos não porque tenho estudado, mas não interessa) e cada vez que o faço sinto-me mesmo muito bem. Voltar a escrever enche o meu coração de alegria e, sobretudo, paz. Sei que não é bem algo que aprendi, mas é demasiado importante para mim para não partilhar com vocês.

You Might Also Like

8 comentários

  1. Tem sempre os seus lados positivos e negativos.
    Mas aproveita bem essa oportunidade :)

    Beijinhos, Pirilampos
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  2. É de valorizar o esforço que estás a fazer. No fim saberá tudo muito melhor. Boa sorte e força! :)

    ResponderEliminar
  3. Gostava imenso de fazer um intercâmbio, mas não tão longo. Expandir os conhecimentos era bom.

    Beijinhos,
    Maria Varelas
    https://mariavarelas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se fosse agora também escolheria um país com o número de meses mais curto, tens entre 3 e 6 (podes prolongar para 9 ou 12) no programa Erasmus :)

      Eliminar
  4. Passei por algo semelhante quando fiz Erasmus, tirando que nao viajei muito.
    Boa sorte e acima de tudo "stay focus"! Vai valer a pena!

    Beijinho,
    Blog | Fecebook | Bloglovin | Blogs Portugal

    ResponderEliminar
  5. Adorava ter ido de Erasmus, é de certo uma experiência fantástica :)

    Beijinhos ♥
    http://infashion-wings.blogspot.pt/

    ResponderEliminar