Nova Etapa - Dúvidas

setembro 02, 2015

Antes de começar a escrever o post propriamente dito quero apelar a todos vocês que andam na faculdade, ou já andaram (recentemente) que respondam às minhas dúvidas.



Como sabem candidatei-me este ano à faculdade, e na próxima segunda-feira, dia 7, saberei onde entrei. Sei que a minha vida vai mudar, mas tenho tantas dúvidas em relação a isso. Sei que muita coisa da vida académica depende de faculdade para faculdade, mas muitas coisas são "gerais".
Primeiro tenho um medo enorme de não ser como eu estou à espera, de ser igual ao secundário, de não me integrar e pior, de não me dar bem no ensino superior.
Segundo, mal conheço tradições, afinal o que significa a oferecer a colher? Ou estender a capa no chão para alguém passar por cima? E acho que isto é a única coisa que conheço, e aposto que há mais umas 1000 coisas destas a saber, não?
Terceiro, o estudo e a vida social, já li bastantes dos vossos blogs (de bloggers universitárias) e já delineei mais ou menos um plano de estudo, mas muita gente tende em entrar na universidade e se deixar levar pelas festas, será que realmente dá para conciliar tudo? Já li que sim, já li que não. Eu acho que sei dizer não quando devo dizer, conheço-me, mas não sei, parece tudo tão diferente quando se fala em universidade.
Quarto, a praxe, o assunto que nesta altura é sempre polémico. As minhas perguntas em relação a isto são simples: O que é que não me podem fazer? O ambiente é suposto ser de integração, mas é habitual haver a típica frase de "não fales comigo caloira" ou "não me olhes nos olhos caloira", ou há ainda coisas piores que de certa modo faltem ao respeito de alguém? Como é que se "escolhe" padrinhos académicos? E se ninguém aceitar ser meu padrinho?
Acho que por agora é tudo. Não tenho problemas com entrada nem com mudança de casa, felizmente. Mas a verdade é que, embora tenha quase a certeza que entro na 1ª opção, estou nervosa.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Primeiro: É diferente do secundário. E não te preocupes já com isso, vais ver que te vais integrar.
    Segundo: Todas essas tradições vais aprendendo à medida que o teu percurso académico vai decorrendo. São coisas que ensinamos e até há coisas que vais saber de ouvir falar.
    Terceiro: É verdade que muita gente se deixa levar pelas festas. No meu caso deu para conciliar tudo, mas não é fácil. Se queres boas notas, então recomendo muito vivamente que saibas dizer não às vezes... porque às vezes é mesmo preciso. Depende muito disto o facto de conseguir ou não conciliar o estudo e a vida social... eu acho.
    Quarto: Não te podem fazer o que tu não quiseres fazer. Simplesmente isto. Não queres fazer, dizes que não queres fazer e ponto final. Se te obrigarem diriges-te aos superiores a fazes queixa. A praxe é para integração, mas não é necessária de todo. Consegues bem integrar-te sem ela. Os doutores vão tratar-te de uma forma fria, e não vai saber nada a integração. É para se mostrarem superiores. Eu não concordo com isso. Na minha faculdade, fora da praxe, os doutores são todos amigos dos caloiros e tratam-nos como se não houvesse qualquer grau de superioridade. Não é assim em todas as faculdades. Os padrinhos académicos são à tua escolha, podes escolheres quem gostares mais. Se não te aceitar, escolhes outra pessoa. Vais aprendendo isso à medida que o tempo vai passando :)

    ResponderEliminar
  2. Olá :)
    Desde já deixa-me dar-te os parabéns por esta etapa que está a começar. Eu já sou doutora puto o que na minha faculdade significa que já estou no segundo e se quiseres ver as tuas questões esclarecidas envia-me mensagem privada para a pagina do facebook que terei todo o gosto em responder ;)

    Beijinhos <3

    https://www.facebook.com/beatrizlestrangeblog
    http://beatrizlestrange.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Antes de mais, muitos parabéns pelo inicio desta nova etapa! Aproveita todos os momentos porque acredita que vais viver experiências únicas que te vão fazer crescer muito enquanto pessoa!
    Respondendo às tuas perguntas...

    1 - Não vai ser igual ao secundário. Desde o método de ensino, às avaliações, aos professores,... Mas claro que te vais integrar, também te integraste quando entraste no ensino básico, right? :)*
    Basicamente é preciso mais estudo e acima de tudo uma melhor organização, mas não precisas MESMO de ter receios em relação a isto.

    2 - Em relação às tradições, vais sabe-las todas na altura certa!

    3 - Como referi acima, na universidade precisas de estudar mais que no secundário mas também não precisas de te tornar um rato de biblioteca. Consegues perfeitamente conciliar as festas com o estudo, mas claro se queres ter boas notas, não podes ir a todas (até porque festas é o que não falta! E acredita, que não vais ficar de fora por não ir a todas... aliás, só mesmo quem está na faculdade pelo "espírito académico" é que vai a todas! A faculdade está longe de ser como nos filmes)

    4 - Em relação à praxe o que te aconselho é experimentares! A praxe varia de faculdade para faculdade e também é preciso saber praxar. Todas aquelas coisas que se vê na televisão são praxes feitas por pessoas que não sabem praxar. Pelo menos na minha faculdade há (e sei que muitas também têm) um código de praxe, pelo que existem regras. A praxe é para integrar, para ajudar os caloiros a conhecerem-se uns aos outros como também aos colegas mais velhos! Se não gostares de alguma coisa que te digam para fazer, podes dizer que não te sentes à vontade para o fazer; Se alguém teu superior te faltar ao respeito, podes fazer queixa a um outro doutor de praxe; E o mais importante, que muitas pessoas têm mais receio, se não estiveres a gostar de ser praxada podes desistir que ninguém te vai excluir!
    Como já disse, aconselho-te a experimentar! Vais ter coisas que não gostas, mas acredita que vais viver momentos muito bons que compensam todos os menos bons e depois vais ter saudades (muitas) de ser caloira!
    E sim, os teus doutores de praxe vão-te tratar com alguma frieza, mas faz parte! Não leves a mal e entra no espírito! Em relação aos padrinhos, não te preocupes com isso que na altura explicam-te tudo!

    Acima de tudo, vai de mente aberta e aproveita porque a faculdade vai ser uma das melhores alturas da tua vida! Desejo-te muita sorte e já sabes que se tiveres mais dúvidas, podes contactar-me!

    beijinho,
    - Miss Grace -

    ResponderEliminar
  4. Também vou agora para a faculdade e o meu maior medo é mesmo conciliar estudo, horários e tudo isso. Tenho medo de não conseguir passar a todas as cadeiras!
    Quanto à praxe, desde muito cedo que não concordo com isso e não faço intenções de as integrar, no entanto, talvez experimente um dia ou dois, pois a minha opinião acerca do assunto possa mudar.
    Boa sorte para nós!!!

    Beijinhos,
    Red Lips Blog

    ResponderEliminar
  5. Tenho imenso receio de tudo aquilo que disseste aqui (também vou entrar este ano)! Mas aquilo que me deixa mais receosa é, sem dúvida, o facto de poder não me integrar.

    GIVEAWAY de um colar de 2 camadas com a Timeless Thoughts ✿

    ResponderEliminar
  6. Vais entrar na melhor fase da tua vida e acredita, crescemos muito nessa fase! É muito diferente do secundário, mas no fundo não passa da mesma coisa, com a diferença de que na faculdade os professores são um pouco distantes dos alunos: basicamente vais às aulas, tiras os teus apontamentos, estudas, tiras dúvidas e fazes exames, trabalhos ou frequências, mas vais notar que os professores não têm aquela proximidade como no secundário. Depois, em termos das festas e do estudo, dá para conciliar mas tens de definir prioridades, e saber aproveitar, para que tenhas uma vida social mas também não te prejudiques a nível de estudos, porque tu vais para a faculdade para construir o teu futuro e há muita gente que só anda nas festas e só aparece nas salas de aulas para os exames e não fazem nenhum! Mas vais ver que entras no ritmo :) em termos de tradições, difere de lugar para lugar mas os teus doutores devem explicar-te tudo, é a obrigação deles, na minha opinião. Em termos de praxe, eu já sofri muito na praxe porque andei um ano em Jornalismo e tratavam-me abaixo de cão e depois mudei para Direito e percebi que há praxes e praxes e tu tens que decidir se te sentes bem ou não, porque claro, há essas coisas do "olhos no chão caloira" e assim, mas NUNCA DEIXES QUE TE FAÇAM SENTIR MAL E TE HUMILHEM, isso é a primeira regra, ninguém manda em ti, a praxe é integração e tens de te sentir bem com as pessoas que te praxam, ponto final. Se te respeitam, respeita também quem te praxa e alinha na brincadeira, se te sentires bem com as coisas. Desejo-te muita sorte e boas experiências! Beijinho *

    ResponderEliminar
  7. É claro que é diferente, mas acredita que vais habituar-te facilmente! :) É uma questão de seres social e falares um bocadinho com toda a gente. se fores para lá de mau humor, é lógico que vais ser um bocadinho posta de parte!
    Quanto ao plano de estudos, nunca fui muito boa a fazer isso comigo ._. mas sim, consegues conciliar a tua vida social, namorado, com noitadas com os amigos, jantares de curso e estudo :) Tens que saber dar prioridade ao que
    Quanto as praxes, eu fui praxada e praxo, e adoroooo ! É claro que vais sentir um bocado de arrogância por parte dos teus superiores, mas "tem de ser assim" . Não é que eles sejam más pessoas, mas tens que lhes mostrar respeito, tal como no mercado de trabalho :) Acredita que vai ser uma boa aprendizagem para ti.

    Btw, segui o teu blogue * beijinho grande *

    ResponderEliminar
  8. Dia 7, dia de inscrições, lá vou estar eu para receber/inscrever os calorinhos do meu curso xD Adoro este dia por estar exactamente do lado oposto. Respondendo as tuas questões.

    1 - De certa forma exactamente igual ao secundário e outra forma mega diferente. Aulas são aulas, tens mais liberdade. Há professores à secundário que vos tão ali a aparicar e tens professores que tem mais que fazer do se preocupar com vocês. Já são grandinhos "desemerdem-se". Não há aquela coisa de "turma" no mesmo sentido que há no secundário, há muita interacção entre pessoas de cursos diferentes, turmas diferentes... E as pessoas lá estão tem os mesmos interesses que tu, estão a viver as mesmas coisas.

    2- Isso das tradições aprende-se. Não é um problema, ninguém espera que as saibas.

    3 - Sendo-te sincera, na minha faculdade é complicado mas tu vais dando a volta á coisa. Tens as festas mais importantes que claro dá para ir. Agora sair todas as quintas? Impossível! Mas tambem a vida social não é só o calendário académico e vais arranjando um grupinho que pode sair ao mesmo tempo que tu. Seja uma saida de dia, de noite, fins de semana... Eu saio só nos dias mesmo importantes porque as noites para mim são sagradas mas faço muita coisa com os meus amigos. E há alturas em que tens mais tempo livre e outras em que mal dormes. Há alturas de testes, projectos, entregas em que o ponto alto da tua vida social é quando vais comer qualquer coisa ao bar.

    4- Não dramatizes... eu fui a praxes mas optei por não trajar. Porque pronto começou a ser difícil conciliar tudo. Estás em praxe e dizem-te aquelas coisas todas do não olhar e bla bla bla mas isso é só durante a praxe (e mesmo ai se abusarem, queixas-te. Não sintas a pressão do ah e tal tenho de fazer para ser aceite) quando essa praxe termina e vão para convivios isso desaparece e crias mesmo amizades. E há sempre alguém que aceita c'mon. Fazem-se amizades lá. Se não te sentires bem sais. Eu sai e fiz amigos lá e mesmo os trajados que conheço nunca me trataram de maneira diferente por ter escolhido outro caminho.

    É normal esses receios. Mas é uma fase muito boa se tu deixares :D E se não te integrares... Só acontece se tu não deres uma oportunidade ou fores mesmo para uma faculdade totalmente diferente dos teus valores. Mesmo que não sejas o bicho social que reina na faculdade há sempre pessoas que gostamos muito.

    ResponderEliminar
  9. Começo por te dizer que, quando entrei na universidade, há dois anos, ia como tu: a saber zero! Não sabia tradições, não sabia nada de nada e achei que ia fazer uma figura de totó... mas afinal, estavamos todos no mesmo barco, perdidinhos e sem saber nadinha! Por isso calma... o que tiveres de saber, vais aprender, nem que tenhas de perguntar diretamente a alguém :)
    Quanto ao estudo e vida social... posso dizer-te que o meu curso está a correr-me muito bem e vou iniciar agora o meu ano de finalista. A minha média é considerada muito boa (posso ser depois mais especifica, mas neste comentário não acrescenta nada falar em valores concretos) e posso dizer-te que estudei (claro), dormi o suficiente (nunca fiz diretas), saí com os meus pais, com os meus amigos, com o meu namorado e ainda tive tempo para ser blogger e para trabalhar. Não sou muito de sair à noite nem coisas assim, mas já dá para teres uma ideia de que dá para fazer tudo, desde que sejamos organizadas :)
    Quanto a praxe, não te consigo dizer grande coisa, uma vez que desisti da minha... não tinha tempo para estar um ano inteiro metida nisso, nem tinha paciência. Há praxes mais duras que outras e há universidade que têm muito menos tempo de praxe do que aquele que eu ia precisar se continuasse. Mas experimenta e não tenhas medo de dizer não ou desistir. Vai com mente aberta e a pensar que estás no controlo da situação, acima de tudo! :)
    Já agora, quais são as tuas opções? Boa sorte, já faltam poucas horas! :)
    Vou acompanhar-te!
    De: Mrs. M ♀

    ResponderEliminar